Eu, vegetariano

Eu sou vegetariano.

Desde criança – 5/6 anos – que ia à aldeia com o meu pai e lá todas as pessoas tratam os animais como produtos. Não se importam minimamente com os sentimentos dos animais ou o seu conforto, excepto quando estes os influenciam a eles próprios. Eles matavam um animal qualquer sem problema algum e depois comiam-no ao almoço todos contentes e felizes.. uau..

Eu gosto demasiado de animais para considerar comê-los. Os animais criados nas quintas fábricas de carne vivem em condições precárias, com pouco espaço e muitas vezes sem correr nem ver o Sol toda a sua vida.

Desde essa altura que fui deixando de comer carne e peixe e agora já há uns anos que não como.

Cada vez que digo que sou vegetariano, as pessoas têm normalmente uma de duas reacções:
Perguntam-me porquê.
Tentam-me convencer a mudar.

Ok.. Das duas, parece-me que a única inteligente seja a primeira.
Normalmente perguntam-me porque mudei, se tenho algum problema de saúde, etc. E eu dou a explicação que disse há pouco.

Quanto à segunda reacção.. Essas pessoas estão a tentar convencer-me a trocar da boa alternativa para a . Será que essas pessoas também tentam convencer não-fumadores a fumar?
Mas de certa forma é compreensível. Essas pessoas passaram a vida toda delas a comer carne, e todas as pessoas que eles conhecem são iguais. O pior é que depois essas pessoas inventam montes de argumentos que, segundo eles justificam que se coma carne.

Argumento 1: O que é que comes então?

Não é bem um argumento, mas tanto faz. Suponho que esta questão seja relacionada com o facto de que as pessoas que comem carne, comem carne em praticamente todas as refeições. Eu como cereais, leguminosas, vegetais e cogumelos. Também como substitutos de carne como seitan e raramente tofu (não gosto lá muito).

Argumento 2: Mas os próprios animais comem outros animais

Este costuma ser a primeira frase que oiço quando a pessoa com quem falo entrou em “modo de discussão” e não quer perder a batalha. É lógico que vários animais comem outros animais. Mas todos os animais que comem outros animais são animais mais violentos e ferozes que os herbívoros. E existem estudos que comprovam que as pessoas que comem carne são também mais violentas e dadas a acessos de fúria do que as pessoas vegetarianas.
E outra coisa. Todos os animais que comem outros animais, ou encontram restos deixados por outros, ou os matam eles próprios. As pessoas actualmente têm acesso à carne toda embalada e pronta nos supermercados. Acredito que se tivéssemos de matar a nossa própria comida, haveriam muito mais vegetarianos.. Ou seríamos todos insensíveis ao sofrimento animal como a maior parte das pessoas das zonas rurais.

Argumento 3: Se não bebes leite, não tens cálcio

Este mito criado pelos média.. O leite não tem assim tanto cálcio. Na verdade, plantas de folhas verdes (incluindo algas verdes) têm muito mais cálcio que o leite. A salsa tem 60 vezes mais cálcio que a mesma quantidade de leite. Inacreditável, não é?
E mais de 70% da população mundial é intolerante a lactose, ou seja, não podem comer nenhum tipo de lacticínio. Se as pessoas só tivessem cálcio do leite, estas 4.758.950.000 pessoas não teriam cálcio..
Ah, e uma nota para todos os idosos que a toda a hora vêem publicidade a dizer “beba leite para evitar a osteoporose”: O leite tem cálcio. Mas para fixar o cálcio aos ossos é preciso vitamina D, que se obtém por exposição ao Sol (pouca chega). Não serve de nada beber montes de leite se não se tiver vitamina D.

Argumento 4: Sem comer carne não se tem força

Outro mito. Na verdade, estudos feitos nas universidades de Bruxelas, Yale e na Bélgica e Michigan à resistência, força e rapidez para recuperar do cansaço, mostram que os vegetarianos tinham resultados bem superiores nas três categorias. Os testes mostraram que os vegetarianos têm duas a três vezes mais energia que os outros e que se recuperam do cansaço em cerca de um quinto do tempo dos outros. E se virmos bem, todos os animais usados para carga e trabalhos pesados são herbívoros. O boi, burro, cavalo e até os elefantes têm força espectacular, imensa resistência e a docilidade necessária para fazer o que queremos. Tentem convencer um tigre a fazer trabalhos forçados. Mesmo que conseguissem, ele não teria resistência para isso.
E tal como os animais herbívoros, está provado que os vegetarianos vivem em média mais 10 anos que os outros. E não tenhamos em conta só a longevidade mas que essa longevidade é atingida sem se passar por inúmeros problemas de saúde que os vegetarianos simplesmente não têm.

Argumento 5: Comida sem carne não tem sabor

Isto não podia ser mais longe da verdade. Se virmos bem, todos os temperos são feitos de vegetais. Vejamos só os de sabores mais fortes: alho, piri-piri, malagueta e rabanete japonês. Tudo o que tem sabor forte, desde molho de tomate, mostarda, ketchup, maionese, molho de soja, wasabi, canela, café e até baunilha e açúcar é feito a partir de plantas. Todos estes podem e são usados em cozinha vegetariana para dar ao simples tofu, seitan ou até aos vegetais, sabores fenomenais.

Mas a maior vantagem de nos tornarmos vegetarianos é a diminuição dos estragos que a produção de carne dá ao planeta.

Toda a gente sabe que só 4% da água do planeta é potável e que desta, mais de 3% está congelada nos pólos. O que deixa menos de 1% disponível para o nosso consumo. Agora vejamos que a produção de um kilo de carne de vaca requere mais ou menos 10.000 litros de água, enquanto que um kilo de soja precisa de 1000 litros e um kilo de trigo apenas 100 litros. Poupa-se mais água não comendo meio kilo de carne de vaca do que não tomando chuveiro um ano inteiro.

E a quantidade gigantesca de animais também produz imensos gases de efeito de estufa. No total, a produção de animais produz mais gases de efeito de estufa que todos os carros, aviões e barcos do planeta juntos. Pensem nisto.. De que serve andar num Toyota Prius se se anda a comer carne o tempo todo?

E vocês, que acham?

Sobre Ricardo Jorge

Citizen of the Internet, blogger and aspiring game developer.
Esta entrada foi publicada em Blog, Perspectiva, Sem categoria com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . ligação permanente.

8 respostas a Eu, vegetariano

  1. Como tambem sou vegetariano, acredito que você tomou a decisão certa ao virar vegetariano.
    Achei curioso o dado de que o leite tem 60 vezes menos calcio que a salsa, este dado realmente eu não tinha conhecimento.

  2. Raquel Silva diz:

    Apesar de ser carnivora respeito as opções…mas quando me aparece um vegetariano pela frente, como foi o teu caso, entrei/entro em “modo discussão”, para defender a minha “espécie”:P, nao deixando de respeitar…
    Mas tenho de admitir que ser vegetariano não parece ser assim tão mau de todo, já provei uma vez e não me arrependi…😛

    em relação ao matar os animais pra comer, eu nao era capaz de fazer isso, mas já que há quem o faça por mim….
    daí ainda nao ter passado para o “lado decente”:P…

    ehehehe

  3. 🙂 é uma decisão que eu mesmo estou a ponderar fortemente, primordialmente pelo facto de matarem o animal, não respeitando a sua vontade. Em tempos ides em casa do meu avo matava-se o porco, sendo eu fervoroso adepto na altura dos pratos daí derivados, ate ao dia em que presenciei a morte do animal, foi uma desilusão para mim, desde esse dia em diante não fui capaz de comer carne de porco. Aos bocados acho que me viro muito para o vegetariano, dado que não dispenso uma boa variedade de legumes a refeição🙂

    E quanto as receitas😉 são sim bem vindas😀

    • He he, muito obrigado pelo comentário e experiência.. Não sei como aquelas pessoas matam os animais sem nenhum tipo de remorso..
      Hei de por aqui algumas receitas ;D

  4. Sofia Carvalho diz:

    Sou uma fiel seguidora do teu blog =D

    E eu queria-me habituar a comer comida vegetariana para o bem dos bichinhos *.*

    Mas vai ser difícil porque tudo o que seja “verde” não gosta de ser digerido por mim :O

    Venham daí essas receitas para ver se me vou familiarizando com os vegetais🙂

    • He he, tu consegues. Os animaizinhos merecem uma vez que não há nenhum animal no planeta que coma humanos. Devíamos retribuir o favor =D

      Nota: Para quem estiver a duvidar deste facto, que vá investigar. Nenhum animal come humanos. Nós somos superpredadores – nenhum animal come a nossa espécie. Podem atacar, mas é por engano ou por se sentirem ameaçados -acontece com os ursos, tigres, crocodilos, tubarões – mas não comem. Houve até uma demonstração que me chamou à atenção há uns anos atrás na BBC em que estavam uns tubarões num tanque e cada um dos cientistas cortou um pouco o dedo e deitaram todos algumas gotas de sangue para a água e os tubarões passavam na mesma. Depois pegaram nuns peixes mortos de um balde e espremeram o sangue para a água e os tubarões passaram-se, começaram a circular aquela zona e a abanarem-se à procura. Diferença mesmo brutal

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s